Home

28
Maio

Cuidados na Conservação

Quer saber como manter as peças de mármore e granito da sua casa em ótimo estado?

Não abra mão da impermeabilização

Algumas empresas já entregam as pedras semi-impermeabilizadas, mas é necessário reforçar a proteção periodicamente. O mais indicado é que a cada seis meses seja aplicada uma nova camada de impermeabilizante para conservar o mármore ou granito em bom estado.

Seja criterioso na instalação

A instalação das pedras de mármore ou granito deve ser feita por profissionais especializados, a fim de evitar desníveis e dores de cabeça no futuro. Os profissionais possuem não só experiência, como também os equipamentos adequados para a aplicação. Cumpre destacar que assim que a pedra for assentada, é necessário deixar o ambiente livre de circulação para que a massa fique bem seca e o acabamento seja perfeito.

Cuidado para não derramar líquidos na superfície

Alguns líquidos podem manchar a superfície de forma irreversível: café, vinho e produtos oleosos são os grandes vilões deste tipo de material. Tome bastante cuidado para impedir que eles caiam no seu piso ou bancada de granito. Se isso acontecer, não deixe a limpeza para depois. Higienize o local imediatamente!

Mantenha os materiais abrasivos e alcalinos longe das pedras

Nunca limpe os granitos e mármores com detergentes alcalinos, ácidos, água sanitária, sabão em pó, solvente, querosene e afins. Eles podem comprometer a beleza e a qualidade do seu piso ou bancada.

Além disso, não deixe resíduos de palha de aço ou outros materiais compostos de alumínio, ferro ou aço sobre o granito ou mármore. Se permanecerem por muito tempo na superfície, eles podem enferrujar e acabar manchando o material.

18
Maio

Qual a diferença entre Mármores e Granitos?

 

O termo rochas ornamentais é um nome comercial para designar as rochas passíveis de polimento, sendo assim, granitos são todas as rochas não carbonáticas e mármores são as carbonáticas. Os outros materiais como: ardósia, pedra mineira e pedra miracema são conhecidos simplesmente por pedras.

Os mármores são rochas metamórficas constituídas principalmente por minerais de calcita.

Já os granitos são rochas ígneas constituídas principalmente por minerais de quartzo, feldspato e mica.

Os minerais de calcita são facilmente atacados por soluções ácidas, além de serem mais frágeis e de dureza menor do que os minerais constituintes dos granitos. O quartzo e o feldspato são aproximadamente duas vezes mais “duro” (resistência relativa ao risco) do que a calcita.

Como se Formam e Como Ocorrem na Natureza

O mármore é formado pela transformação de uma rocha sedimentar pré existente. Essa transformação, o metamorfismo, é o resultado de uma mudança no ambiente de deposição do calcário.

O granito é uma rocha ígnea formada por um magma em estado de fusão a grandes profundidades, no interior da terra onde ocorrem seu resfriamento e a sua solidificação.

O quartzo transparente, o feldspato e a biotita escura são os principais minerais formadores dos granitos. A coloração destas rochas é dada principalmente pela cor dos feldspatos.

Os granitos ocorrem tanto sob a forma de maciços rochosos como em matagões (blocos arredondados), os mármores são explorados através de cavas abertas ou cortes em taludes, pois não formam concentrações de matagões como os granitos.

Com grandes chances de acerto, a olho nu, pode-se distinguir os mármores pela característica da superfície da rocha: geralmente apresentam muitos veios, coloração mais homogênea e ausência de pigmentação preta (sob a forma de pontilhados), comum em quase 100% dos granitos.

Aprenda a Distinguir Mármores de Granitos

O método mais simples é riscando a superfície lisa da rocha com metal: o mármore é riscado e o granito não. Este fato se dá em função da dureza relativa dos minerais constituintes das rochas.

Os mármores são constituídos principalmente por calcita ( mineral de dureza 3 – escala de Friedrich Mohs), portanto pode ser riscado por metal.

Os granitos são constituídos principalmente por feldspato e quartzo ( minerais de dureza 6 e 7, respectivamente), e não podem ser riscados pelo metal, mas riscam o vidro e são riscados por outro mineral de dureza superior.

Os travertinos são rochas calcárias de sedimentações químicas, formadas pela combinação de bióxido de carbono com carbonato de cálcio em solução.

Mármores

Formado por Carbonato de Cálcio (CO3Ca) + Substâncias estranhas.

Têm veios mais evidentes e menos brilho que os granitos.

São mais moles e menos resistentes que os granitos.

São suscetíveis a manchas e desgaste.

São indicados para pisos internos de salas, halls e quartos.

São muito usados em banheiros e demais ambientes sociais.

Granitos

Formado por Mica + Quartzo + Feldspato + Substâncias estranhas

São mais duros e resistentes a ataques químicos do que os mármores.

Também são mais resistentes a absorção de água e a desgaste abrasivo.

São indicados para áreas externas ou internas, inclusive em cozinhas e lavanderias.

Muito utilizado em áreas comerciais.

5
Maio

Descrição dos materiais

Mármore

Rocha metamórfica, originada através de modificações ocorridas no calcário e no dolomito(mineral de carbonato e magnésio). Rocha mais frágil e menos abundante na natureza.

Aplicações – Ambientes internos e externos (exceto áreas de cozinha) devido a alta porosidade do material.

Granito

Rocha formada por um conjunto de minerais, quartzo (mineral incolor), feldspato e mica (confere brilho à rocha). As cores mais encontradas na natureza são tons de cinza, vermelho, preto, marrom, verde e amarelo.

Aplicações – Ambientes internos e externos, possui porosidade baixa.

Silestone (quartzo)

É uma pedra industrializada a base de resina de poliéster, pigmento e quartzo natural, fabricada com alta tecnologia. Material resistente e duro. Por ser industrializada as opções de cores são grande.

Aplicações – Ambientes internos e externos.

Ardósia

Rocha metamórfica de granulação muito fina, quase ausência de brilho e cristalinidade baixa, formada originalmente a partir de xistos sujeitos a grande pressão em resultado dos movimentos da crosta terrestre.

Aplicações – Ambientes internos e externos.